Bem Vindo

- Com esta série não é pretendido fazer história, mas sim é visado, ao lado das imagens, que poderão ser úteis aos leitores, a sintetizar em seus acontecimentos principais a vida da Cidade de Porto Alegre inserida na História.
Não se despreza documentos oficiais ou fontes fidedignas para garantir a credibilidade; o que hoje é uma verdade amanhã pode ser contestado. A busca por fatos, dados, informações, a pesquisa, reconhecer a qualidade no esforço e trabalho de terceiros, transformam o resultado em um caminho instigante e incansável na busca pela História.
Dividir estas informações e aceitar as críticas é uma dádiva para o pesquisador.

- Este Blog esta sempre em crescimento entre o Jornalismo, Causos e a História.
Haverá provavelmente falhas e omissões, naturais num trabalho tão restrito.

- Qualquer texto, informação, imagem colocada indevidamente (sem o devido crédito), dúvida ou inconsistência na informação, por favor, comunique, e, aproveito para pedir desculpas pela omissão ou inconvenientes.

(Consulte a relação bibliográfica e iconográfica)

- Quer saber mais sobre determinado tema, consulte a lista de assuntos desmembrados, no arquivo do Blog, alguma coisa você vai achar.

A Fala, a Escrita, os Sinais, o Livro, o Blog é uma troca, Contribua com idéias.

- Em História, não podemos gerar Dogmas que gerem Heresias e Blasfêmias e nos façam Intransigentes.

- Acompanhe neste relato, que se diz singelo; a História e as Transformações de Porto Alegre.

Poderá demorar um pouquinho para baixar, mas vale à pena. - Bom Passeio.

Me escreva:
jpmcomenta@gmail.com





sábado, 15 de maio de 2010

Hospitais de Porto Alegre



Até o início do século XIX, ficar adoentado era quase que morte certa, Porto Alegre não dispunha de nenhum hospital, e os doentes eram atendidos em seus domicílios ou em dois albergues-enfermarias precários.


Ì
Dos Albergues de Enfermos aos
Grandes Hospitais de Porto Alegre

Em 1833 Isabelle, Arsène, em sua visita dizia:
“Sabei que não se goza só de uma vista agradável em Porto Alegre, como se desfruta boa saúde; não existe clima mais conveniente para os europeus.
Não são os calores sufocantes da praia do Rio de Janeiro, as polvaredas e as noites frias de Buenos Aires; é um ar temperado, perfumado, puro e salubre.
Também os médicos não fazem fortuna!
Os farmacêuticos estão mesmos reduzidos a perfumistas.”

A medicina primitiva nos primórdios na Capitania de São Pedro, que fazia parte do Reino Português do século XVIII, entrou com as organizações militares.
O cirurgião, necessário para reduzir fraturas, praticar amputações de membros e fazer curativos em ferimentos de combatentes, era figura obrigatória em todas as unidades do Exército e da Marinha.

Porto Alegre - 1852
Em 1737, no próprio ano de sua fundação, o primeiro hospital militar (tipo de enfermaria) instalou-se na cidade de Rio Grande.

A Capitania de São Pedro (estado do Rio Grande do Sul) por ser uma comandância militar, onde a atividade bélica de defesa ocupava o primeiro plano para a Coroa Portuguesa, neste caso a medicina militar teve absoluta primazia em relação às funções civis da arte médica.

Os hospitais militares estavam proibidos de atendimento a enfermos civis, conforme edital do Provedor Contador da Fazenda Real de 1750.

Em 1775, o aparato de criar Enfermarias fixas foi em decorrência do grande deslocamento de tropas para expulsar os invasores espanhóis.

Em 1779, segundo consta em uma relação de despesas da Fazenda Real de São Pedro, sabe-se da existência de três hospitais na Capitania de São Pedro em:
- Rio Grande,
- Rio Pardo,
- Porto Alegre.
Cada hospital com um cirurgião em cada um deles, e para o de Porto Alegre havia um ajudante de cirurgia.
Claro que era flagrante a simplicidade destes hospitais militares.

Os civis que adoecessem e precisassem de socorros só podiam tratar-se em suas casas e pagando pelo serviço dos cirurgiões e sangradores (sangrar a pessoa era modalidade médica na época).

Em 1781, o Ouvidor e Corregedor da Capitania de Santa Catarina, Dr. Manoel Pires Querido Leal, na correição realizada em Porto Alegre, estabeleceu um limite aos valores cobráveis pelos cirurgiões por sua visita aos enfermos – não mais que 160 réis, por visita.

Em 1795, é fundada a Enfermaria da Praia do Arsenal, no início da Rua da Praia, para atender os soldados, além do cirurgião e seu ajudante, contava apenas com um enfermeiro, um comprador e dois serventes.

Durante praticamente todo o século XVIII, só é encontrada referência a cirurgiões militares e aos seus hospitais.

Os Albergues para Enfermos - Civis

Século XVIII

Na Colônia

O Sr. José Antonio da Silva, açoriano do Faial, verdureiro, atendendo a alcunha de “Nabos a Doze”, com a qual ficou conhecido um dos seguimentos da atual Rua General Bento Martins, fez-se popular por albergar enfermos e necessitados em casa no Alto da Bronze, e por tirar esmolas para os presos da Cadeia Pública, aos quais distribuía uma sopa todos os domingos.

A negra alforriada Ângela Reúna, após falecimento do “Nabos a Doze”, sua vizinha de porta, sucedeu-lhe na atividade caritativa, passando a albergar enfermos em sua própria casa, sobretudo marinheiros.

Em 1795, consta que Antonio José da Silva Flores, açoriano das Flores, em parceria com Luis Antonio da Silva (filho de Nabos a Doze) abriu uma enfermaria, a ser mantida por esmolas da população porto-alegrense. Na época 293 pessoas contribuíram para com esta casa.
Antonio José da Silva Flores era proprietário de casas na Rua da Praia, defronte ao Largo da Forca (atual Praça da Harmonia), onde teria funcionado um modesto albergue de doentes.
Luiz Antonio da Silva, que dizem fazia pequenas cirurgias, figurou a partir de 1803, entre os primeiros dirigentes da Irmandade da Santa Casa.

No final do século XVIII chega a Porto Alegre o catarinense irmão Joaquim Francisco do Livramento, membro da Ordem Terceira de São Francisco, colaborando com os modestos precursores na tarefa de proteger os enfermos recolhidos as enfermarias existentes.

A Misericórdia
O Primeiro Hospital

Século XIX

No Reino

Em 1802, os membros da Câmara porto-alegrense, confiantes no poder de convencimento de Irmão Joaquim Francisco do Livramento, fizeram dele seu representante para pleitear junto a Corte de Lisboa – Portugal, autorização para fundar em Porto Alegre uma Santa Casa de Misericórdia.
Subscreveram esse documento o juiz ordinário Antonio José Martins Bastos, português de Braga, os vereadores Mateus José da Silva, José Antonio Vieira de Carvalho e Antonio José Pereira Machado, e o procurador José Álvares Ribeiro Guimarães.

Em 29 de novembro de 1802, o despacho de concessão da principal fração do terreno em que foi edificada a Santa Casa em seu embrião, foi dado pelo Governador da Capitania, Brigadeiro Francisco João Rocio em requerimento apresentado pelos os organizadores da Irmandade.
O próprio Governador que era engenheiro teria iniciado a construção.

Em 14 de maio de 1803, o Irmão Joaquim conseguiu que o Príncipe Regente Dom João lhe deferisse o petitório, sendo expedido com a chancela do ministro Visconde de Anádia, o Real Aviso que permitiu a criação do Hospital.
Deveria a instituição sustentar-se com o produto das esmolas do povo, sendo recomendado ao Governador Paulo José da Silva Gama que animasse, protegesse e favorecesse os empreendedores da futura obra pia.

Em de 19 de outubro de 1803, é lavrada a Ata de Fundação da Santa Casa de Misericórdia.

Em 23 de outubro de 1803, quatro dias após a fundação, em sessão foi escolhido para provedor do novo Hospital de Caridade o Governador da Capitania, Chefe de Esquadra Paulo José da Silva Gama.

No Reino de Portugal, Brasil e Algarves

Em 24 de janeiro de 1814, é dirigido ofício ao então Governador da Capitania Diogo de Souza, na necessidade de complementar-se a administração da Santa Casa pela respectiva Mesa Administrativa, segundo a regra da Irmandade de Lisboa, em condições de gerir a construção do hospital e edificar a respectiva igreja ou capela, para onde se transladaria a imagem do Senhor dos Passos, até então conservada na Matriz, a cargo da Irmandade do Santíssimo Sacramento.

A petição recebeu parecer favorável, no mesmo ano o despacho aprobatório do Governador.

Porto Alegre - século XIX
Em 05 de janeiro de 1815, a Câmara Municipal, cumprindo determinação superior, procedeu à eleição daquela Mesa, e para provedor foi escolhido o então Governador e Capitão-general, Luiz Telles da Silva Caminha de Menezes, Marquês de Alegrete, para vice-provedor, o Tenente-general Joaquim Xavier Curado, para escrivão, o Brigadeiro Miguel Lino de Moraes.

Em 1820, na visita a Porto Alegre do naturalista Saint-Hilaire, registrou ele sua observação:
- Fora da cidade, sobre um dos pontos mais elevados da colina onde ela se acha construída, iniciou-se a construção de um hospital, cujas as proporções são tão grandes, que provavelmente não seja terminado tão cedo; mas a sua posição foi escolhida com rara felicidade, porque é bem arejado, bastante afastado da cidade, para evitar contágios; ao mesmo tempo, muito próprio para que os doentes fiquem ao alcance do socorro de qualquer espécie (Saint-Hilaire, 1987).

Em 1821, o liberalismo e a independência nacional começaram a soprar e as elites locais assumiam a plena liderança das iniciativas.

No Império do Brasil

Em 29 de maio de 1822, a Santa Casa foi autorizada e organizada no Brasil Colônia, as vésperas da Independência, e confirmada através da resolução da Mesa do Paço no Rio de Janeiro, que assessorava o Príncipe Dom Pedro.

Em dezembro de 1822, quando a Mesa Administrativa do Hospital de Caridade (Santa Casa) tomou conhecimento o Brasil já era Império independente e já é outorgada em ata a expressão “Sua Majestade Imperial”, D. Pedro I.

Em 1825, José Feliciano Fernandes Pinheiro, Visconde de São Leopoldo, fundador da Colônia de São Leopoldo, primeiro historiador do Rio Grande do Sul e primeiro Presidente da Província após o advento da Constituição do Império, com dinamismo imprimiu a construção da Santa Casa e a sua inauguração enquanto Provedor da Irmandade.
Naquela época, o então Presidente da Província não foi à primeira escolha, mas a terceira, após a recusa do Coronel José Ignácio da Silveira.

Empossado em 20 de março de 1825, desenvolveu intensa atividade no sentido de concluir as obras do Hospital e de habilitá-lo para receber os doentes.
Várias são as doações e a venda de terrenos da Irmandade para a continuidade das obras.

Em 18 de setembro de 1825, o Provedor já explanava a intenção de começar a receber os doentes em 1º de janeiro de 1826, comprometendo-se pessoalmente a providenciar os custos das dietas do primeiro mês de funcionamento.
Seguindo o exemplo do Provedor, o Sr. Joaquim de Souza Ignácio, ofereceu-se para fechar com valos, à suas custas, o Cemitério que funcionava anexo ao Hospital, a Mesa recomendou ao Irmão Tesoureiro, que quanto antes promovesse e verificasse a continuação da frente do edifício desta Casa até a Capela a ela pertencente, providência que determinaria o fechamento do pátio que dá comunicação do edifício até a Capela do Senhor dos Passos.

O Visconde de São Leopoldo registrou:
- “Promovi e levei efeito no 1º de janeiro de 1826 o Hospital de Caridade desta Cidade, que parece haver merecido a benção do Céu, pelo que prospera”.

Mais adiante:
- “Deixei de propósito de fazer menção da abertura do Hospital de Caridade nesta Capital, porque pareceu-me com mais imediata relação aos meus atos de devoção especial, e que uma generosidade desta Confraria parecia tornar escusada que eu memorasse este ato; apontarei que no 1º de janeiro de 1826 na qualidade de Provedor da Santa Casa que pude, antes de partir para o Rio, chamado para o Ministério dos Negócios do Império, recolher no Hospital (...) os pobres enfermos; enviei decreto para dez loterias, que foram de grande proveito para a Casa, ...”

- O Visconde em seus próprios braços, conduziu o primeiro doente ao leito do Hospital.

Em 1828, a generosidade da confraria que se refere suas Memórias, foi por conta de voltando a Porto Alegre, ter encontrado seu retrato na sala de sessões da Mesa Administrativa, com a inscrição:

- “O mais sincero e terno reconhecimento, não só pelo seu zelo e incansável serviço no aumento da mesma Casa, desde o princípio de sua fundação, como pela efetiva entrada dos pobres enfermos, que ele assiduamente promoveu em 1º de janeiro de 1826”.

Em dezembro de 1826, vindo a Porto Alegre o Imperador Dom Pedro I, visitou a Santa Casa e solicitou a Irmandade o empréstimo de uma das enfermarias do Hospital para tratar dos militares na Guerra Cisplatina.

A partir de 1835, durante a Revolução Farroupilha e a invasão de Porto Alegre, as dificuldades para a Santa Casa foram enormes, devido ao sítio a cidade pelo Império.

Vários notórios da sociedade porto-alegrense foram Provedores da Irmandade da Casa de Caridade:

- De 1815 à 1818 Luiz Telles da Silva Caminha de Menezes, Marquês do Alegrete, Governador e Capitão-general da Província.
- De 1818 à 1822 José Castelo Branco Correia e Cunha Vasconcellos e Souza, Conde da Figueira, Governador e Capitão-general da Província.
- De 1822 à 1825, o Desembargador Luis Corrêa Teixeira de Bragança, esposo da viúva do Brigadeiro Rafael Pinto Bandeira, Dona Josefa Eulália de Azevedo, considerada titular da maior fortuna do Rio Grande do Sul.
- Em 1825 à 1826, o Visconde de São Leopoldo, o primeiro Presidente da Província do Rio Grande do Sul, que conclui a obra projetada pelo Brigadeiro Rocio.
- De 1843 à 1845 Luiz Alves de Lima e Silva, Barão de Caxias, futuro Duque de Caxias, Presidente da Província.

Entre outros, vários presidentes da Província foram provedores da Casa de Caridade, e não esquecendo a administração do Cardeal Dom Vicente Scherer de 1982 à 1996, durante a grande crise financeira, que reergueu esta valorosa instituição.

A Beneficência
O Segundo Hospital

Até 1858, sem sede os portugueses natos e seus descendentes eram tratados no Hospital de Caridade na Santa Casa.
Após esta data os atendimentos se transferiram para um pequeno hospital, Enfermaria São Pedro, localizado na antiga Rua da Figueira (atual Coronel Genuíno).
Em 1867, por ordem da Sociedade Portuguesa de Beneficência, foi autorizada a construção um prédio para o novo hospital.
Em 30 de junho de 1870, no Alto da Conceição é inaugurado a nova estrutura do Hospital Beneficência Portuguesa, na Rua da Independência, em frente à Praça São Sebastião.
É um dos melhores exemplos do estilo neoclássico que dominava aqueles anos.
A Beneficência destinava-se no início a atender portugueses e seus descendentes.
Suas instalações receberam inúmeras adaptações e ampliações, mas conservou os traços arquitetônicos originais.

A Loucura
O Terceiro Hospital

Em 29 de junho de 1884, é inaugurado o Hospital Psiquiátrico São Pedro, no arraial do Partenon.
Em 1885, o São Pedro é visitado por S.M.I. Princesa Isabel e comitiva.

Na República do Brasil

Tanto a Santa Casa de Misericórdia como a Beneficência Portuguesa passaram os períodos atribulados de dificuldade e pujança da cidade de Porto Alegre.
Ambos passaram ao século XX, e chegam ao século XXI com um espetacular Complexo Hospitalar e a Santa Casa com reconhecida reputação internacional, principalmente em transplantes; claro, sempre existem dificuldades.
O Hospital Psiquiátrico São Pedro está se reestruturando para atendimento moderno e diversificado.

A Rede

Em 1997, para uma cidade que até a fundação da Santa Casa, em 1826, dependia da caridade de populares como Nabos-a-Dozes e Ângela Reúna, a capital está bem servida de hospitais, são 40, e 26 deles oferecem 5.782 leitos pelo SUS – Sistema Único de Saúde.

- O serviço hospitalar em Porto Alegre tem altos e baixos dentro do sistema, hospitais abrem ou aumentam a demanda outros fecham.
A procura por especialidades é cada vez maior por municípios do interior ou da grande Porto Alegre, por possuírem, quando muito (tirando exceções) hospitais com serviço básico ambulatorial e traumatologia, as demais áreas devem ser procuradas na capital.

Em Porto Alegre entre os 40:
O Hospital Moinhos de Vento, um dos dez melhores hospitais do Brasil, é referência mundial na área de diagnóstico.
O Grupo Hospitalar Mãe de Deus, na zona sul.
O maior é o Hospital de Clínicas, da UFRGS, com mais de 700 leitos.
O grande Complexo da Santa Casa, com seus vários hospitais:
Hospital Santa Clara,
Hospital Santa Rita,
Hospital São Francisco,
Pavilhão Cristo Redentor,
Hospital da Criança Santo Antônio,
Hospital Dom Vicente Scherer.
O Grupo Hospitalar Conceição, maior grupo hospitalar público do Brasil, onde estão os hospitais:
Hospital Conceição,
Hospital da Criança Conceição,
Hospital Cristo Redentor,
Hospital Fêmina.
- Postos de Saúde do Município são administrados pelo Hospital Conceição.

Ontem e Hoje
Do Precário a Excelência
***
Ordem Alfabética
Hospital Banco Olhos de Porto Alegre
Rua Eng. Walter Boehl, 285
Vila Ipiranga - Porto Alegre - RS - CEP: 91360-090
Telefone: +55 (51) 3347-2122 - 3018 3100
www.hospitalbancodeolhos.org.br
***
Especializado na área oftalmológica, com ampliada assistência clínica e cirúrgica, foi fundado em março de 1956, pelas Irmãs Filhas doSagrado Coração de Jesus.
***
***
Hospital Beneficência Portuguesa
Avenida Independência, 270
Boa Vista - Porto Alegre - RS - CEP: 91340-320
Telefone: +55 (51) 3023-9000 - 3224 5122
***
De início a Sociedade não dispunha de sede própria, e estabeleceu-se um contrato com a Santa Casa para atendimento de seus doentes. Com o crescimento do fundo dos associados, em 28 de maio de 1858 foi comprada uma casa na antiga Rua da Figueira, atual rua Coronel Genuíno, pela quantia de 5:500$000 réis, e lá deu entrada o primeiro paciente português em 31 de janeiro de 1859.
Em 1863 a casa foi reformada, mas progressivamente se fez sentir a necessidade de ampliar o espaço de atendimento. Com o surto de cólera na cidade em 1867, quando diversos pacientes foram salvos no pequeno ambulatório original, reacendeu-se o desejo por uma sede maior, que além de poder prestar um melhor atendimento à comunidade em crescimento, também perpetuaria o nome portugês em uma obra social de vulto.
***
Beneficência Portuguesa, final do século XIX
***
Foi conseguido um terreno no antigo Caminho da Aldeia, a atual avenida Independência, doado pelo Dr. Dionísio de Oliveira Silveiro e sua esposa, D. Maria Sofia da Silva Freire Silveiro. O projeto para o novo hospital ficou a cargo do engenheiro Frederico Heydtmann, e a fachada foi desenhada pelo litógrafo Inácio Weingärtner, sendo mestre de obras Antônio Francisco Pereira dos Santos.
A pedra fundamental do novo edifício, que até hoje é um dos marcos arquitetônicos da capital, foi lançada em 29 de junho de 1867, e graças a diversas doações e à realização de leilões, recitais e outros eventos para arrecadação de recursos, as obras seguiram com celeridade até sua inauguração em 29 de junho de 1870, que ocorreu em meio a grandes festejos. No início de 1871 ficou pronta a primeira capela, no interior do prédio, sendo instalado seu primeiro capelão, o Padre Joaquim Cirilo da Cunha, em 12 de fevereiro. Em 29 de junho de 1872 foi entronizado o Padroeiro, São Pedro, cuja imagem foi doada por José Fernandes Granja.
O prédio histórico é constituído de dois pavimentos, em disposição simétrica, com um corpo central em projeção e alas laterais que também se projetam à frente nas extremidades. A fachada, em estilo eclético com influência da arquitetura colonial portuguesa, se ergue sobre um pequeno embasamento, e uma escadaria leva à porta de entrada.
As aberturas são todas em arco redondo, separadas porpilastras jônicas no primeiro piso e coríntias no segundo, onde são dotadas de sacadas em formato bombée com gradis de ferro trabalhado, e arremate superior em edícula.
Coroa o prédio uma platibanda com um frontão alinhado à entrada, onde um relevo mostra os escudos doReino de Portugal e do Império do Brasil, encimados de uma coroa, mais o nome da instituição - BENEFICENCIA PORTUGUEZA - e a data 1868.
***

Em dia de Festa
***
Segundo dados de 2004, o corpo funcional do hospital da Beneficência é formado por cerca de cem médicos e 320 funcionários, dentre enfermeiros, atendentes e administradores, e conta com cerca de 150 leitos para internação. Aproximadamente 70% dos procedimentos são realizados em convênio com o SUS e o Instituto de Previdência do Estado do RS (IPE).

Residência médica

Funcionando desde 1991, reconhecida pelo MEC, oferece vagas para as áreas de neurocirurgiacirurgia geralurologia e clínica médica.
Dentre todas as áreas médicas a Beneficência Portuguesa é reconhecida nacionalmente pela excelência dos serviços prestados principalmente em neurologia e neurocirurgia. As suas especialidades são:


Clínicas cirúrgicas

Serviços de diagnósticos

***
Salão Nobre
***
Museu da História da Medicina do RS
***
No prédio histórico hoje funciona, desde 18 de outubro de 2007, a sede do Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM), criado em outubro de 2006pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), com um acervo que vem crescendo rapidamente e já reúne milhares peças, entre ferramentas cirúrgicas doséculo XIX, antigos frascos e caixas de remédios e microscópios artesanais, além de já contar com um acervo bibliográfico de mais de quatro mil títulos, incluindo osArchivos Rio-Grandenses de Medicina (uma conceituada revista médica da primeira metade do século XX), e as antigas teses da Faculdade de Medicina da UFRGS.
***
Museu da Memória da Medicina
***
Hospital da Brigada Militar de Porto Alegre
Rua Dr. Castro Menezes, 71
Vila Assunção - Porto Alegre - RS - CEP: 90020-002
Telefone: +55 (51) 3288-3500
***
1ª Enfermaria na Tristeza - 1911, demolida em 1964
***
Vista da Av. Diário de Notícias
***

Fachada
***
--------------------------------------------------------------------------
Clínicas
--------------------------------------------------------------------------
Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Rua Ramiro Barcelos, 2350
Bom Fim - Porto Alegre - RS - CEP: 98950-003
Telefone: +55 (51) 3316-8484 / 3316-8000 / 2101 8001
www.hcpa.ufrgs.br
***
Foi fundada em 1970, fruto do esforços empenhados na Faculdade de Medicina da UFRGS para sua construção. O Clínicas integra a rede de hospitais universitários do MEC, e gradualmente foi integrando-se aos cursos da universidade.
***
HCPA no bairro Bom Fim
***

Fachada
***

Vista
***
Centro de Pesquisa (Hospital de Clínicas de Porto Alegre – HCPA)
Rua Ramiro Barcellos 2350 / 1º andar
Santana - Porto Alegre - RS
90035-003
Telefone: (51) 2101 8760
www.hcpa.ufrgs.br

Centro de Pesquisa (Hospital de Clínicas de Porto Alegre – HCPA)
Rua Ramiro Barcellos 2350 / 1º andar - Santana - Porto Alegre - RS
90035-003
Telefone: (51) 2101 8760
www.hcpa.ufrgs.br

Centro de Pesquisa do Hospital de Clinicas de Porto Alegre (HCPA)
Rua Ramiro Barcelos, 2350 - Santana - Porto Alegre - RS
90035-930
Telefone: (51) 2101 8290
www.hcpa.ufrgs.br
-----------------------------------------------------------
Hospital da Criança Santo Antônio
Avenida Ceará, 1549
São João - Porto Alegre - RS - CEP: 90230-110
Telefone: +55 (51) 3337-3188
***
Hospital em desativação, década de 1990
***

O Abandono, depois da transferência para o bairro Centro
***

Capela anexa ao hospital na rua lateral, Ernesto da Fontoura
***

Projeto de revitalização e abertura
***
Hospital Divina Providência
Rua da Gruta, 145
Cascata - Porto Alegre - RS - CEP: 91712-160
Telefone: +55 (51) 3320-6000
***
Situado no bairro Cascata, o Divina Providência começou a ser construído em 1962 e foi inaugurado em 31 de maio de 1969. O terreno do hospital fora doado pelo cardeal Dom Vicente Scherer às Irmãs da Divina Providência, que administravam até então a Casa Aracili, um asilopara padres idosos, hoje residência das Irmãs. O cardeal havia percebido a necessidade de se construir um hospital para atender doentesda comunidade local. Apesar da carência de recursos no início, as Irmãs obtiveram auxílio financeiro dos Países Baixos e da Alemanha, e em sete anos o hospital ficou concluído.
Ao longo dos anos, o Hospital foi sendo ampliado e modernizado, para atender melhor seus pacientes. A primeira unidade de terapia intensiva (UTI) do Divina Providência foi instalada em 1984.
***
Inauguração com a benção de D. Vicente Scherer - 1969
***
Fachada
***
Em Porto Alegre, o trabalho se iniciou no Hospital Beneficência Portuguesa e no IAPTEC, hoje Hospital Presidente Vargas. No bairro Glória, algumas Irmãs cuidavam da casa Aracili, hoje residência das Irmãs, onde funcionava um asilo para padres idosos e outras pessoas da comunidade. Nessa época, o Cardeal Dom Vicente Scherer percebeu a necessidade de construir neste bairro um hospital para atender a comunidade local e os sacerdotes doentes. O Cardeal procurou, então, as superioras da Congregação, oferecendo a doação do terreno.
***
UTI - 1984
***
A Província era nova e havia carência de recursos materiais e financeiros. No entanto, as Irmãs, com grande espírito criativo, coragem e confiança iniciaram a construção da obra, em 1962. Houve muitos esforços e o auxílio financeiro veio das irmãs das províncias da Holanda e Alemanha. Com toda esta colaboração, foi possível concluir as obras em 1969, e no dia 31 de maio desse ano é inaugurado o Hospital Divina Providência.
***
Vista
***
Atualmente o Hospital tem capacidade de 165 leitos/dia, distribuídos em 3 unidades de internação, com todo o conforto e a tranquilidade que o paciente precisa para se restabelecer. 
***
Hospital Ernesto Dornelles
Avenida Ipiranga, 1801 an 2
Jardim Guanabara - Porto Alegre - RS - CEP: 90160-090
Telefone: +55 (51) 3217-8400 / 3217 2002
www.hed.com.br/
***
Foi inaugurado em 30 de junho de 1962.
O hospital recebeu o nome em homenagem a Ernesto Dornelles, senador pelo Rio Grande do Sul, governador e ministro da Agricultura. A homenagem deve-se ao importante incentivo que ele deu para a construção do hospital durante a época em que governou o Estado.
A construção teve início em 1946, num terreno doado pela prefeitura. Em 13 de junho de 1961 foi realizada a 1º reunião da Comissão Estruturadora. Em 10 de novembro de 1961 foram iniciados os trabalhos para organização da Residência Médica, uma das pioneiras no país. Em 28 de outubro de 1964 foi inaugurada a Unidade de Tratamento Intensivo Adulto e Pediátrico, primeiro serviço organizado no gênero no Estado e um dos poucos do país. Em 9 de outubro de 1976 foi autorizado o funcionamento da Escola de Auxiliares de Enfermagem do HED. 
***
Construção do Hospital Ernesto Dornelles, década de 1950
***

Prédio concluído, década de 1950
***
Em 03 de julho de 1996 foi inaugurado o Complexo do Centro de Tratamento Intensivo e Unidade de Cuidados Intermediários, com características modernas de atendimento, sendo uma das mais completas e equipadas do Brasil.
O hospital está localizado na Av. Ipiranga, 1801, bairro Azenha.
***
Hospital Ernesto Dornelles - Marcação de Consultas
Avenida Ipiranga, 1801
Jardim Guanabara - Porto Alegre - RS - CEP: 90160-090
Telefone: +55 (51) 3217-1288
***
Projeto do novo complexo do Hospital Ernesto Dornelles - década de 2010
***
Hospital Espírita de Porto Alegre
Praça Simões Lopes Neto, 175
Avenida Clemenciano Barnasque, 733
Teresópolis - Porto Alegre - RS - CEP: 91720-260
Telefone: +55 (51) 3318-5700
***
O hospital foi idealizado em 1912 por um grupo de pessoas vinculadas à Doutrina Espírita e fundado em 25 de dezembro de 1926, tendo funcionado inicialmente no bairro de Petrópolis e tendo sido transferido em 1941 para o bairro de Teresópolis, onde hoje se encontra, na Praça Simões Lopes Neto, 175, em Porto Alegre.
O HEPA é um centro cspecializado em Saúde Mental, de caráter filantrópico, que baseia suas ações na fraternidade, no respeito pela cidadania, na ciência e no compartilhamento do conhecimento.
O HEPA possui 320 leitos, sendo 220 deles para pacientes através do SUS (190 em internação fechada e 30 em Hospital Dia) e os demais 100 para outros convênios e particulares.
O Hospital Espírita dispõe de Hospital Dia, Emergência Psiquiátrica e Dependência Química em atendimento privado 24 horas.
***
Vista
***
Conta, atualmente com aproximadamente 400 funcionários, distribuídos em funções das áreas técnico-médica e administrativa. Oportuniza infra-estrutura ao funcionamento de estágios nas áreas da Administração HospitalarCiências Contábeis, Enfermagem, Nutrição, Psicologia, RecreaçãoSecretário Executivo, Segurança do TrabalhoServiço Social e Terapia Ocupacional, num total de 48 estagiários.
***
Hospital Independência/ Ulbra
Avenida Antônio Carvalho, 450
Jardim Carvalho/ Agronomia - Porto Alegre - RS - CEP: 91430-000
Telefone: +55 (51) 3386-1700
***
***
Hospital Ipiranga S/A
Rua Vicente Fontoura, 1470
Santana - Porto Alegre - RS - CEP: 90640-000
Telefone: +55 (51) 3223-3303
***
***
Instituto de Cardiologia
Avenida Princesa Isabel, 395
Bairro Santana – Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3230 3600
www.cardiologia.org.br
***
Hospital Geral de Porto Alegre - HGPA
Avenida Mariland, 450
Auxiliadora - Porto Alegre - RS - CEP: 90440-190
Telefone: 55 (51) 2111 8302
www.hgepea.eb.mil.br
***

1920
***
Em 1º julho de 1890 foi fundada o Hospital Geral de Porto Alegre, através do dec. Nº 307 de 7 de abril 1890, tendo sido nomeado diretor o Cap Med Raimundo Caetano da Cunha.
***
Capela N. Sra. das Graças
***
Até 1906 o Hospital funcionou na sede da extinta Enfermaria do 30º BI, localizada na praça Dom Feliciano, junto à Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. O Aviso Ministerial de 6 de abril de 1906, determinou que a Casa de Saúde Bela Vista , no Bairro Moinhos de Vento, fosse recebida para servir de hospital às Forças da Guarnição de Porto Alegre. Em 24 de abril foi iniciada a transferência dos doentes da enfermaria do 30º BI para o novo hospital, o qual foi inaugurado em 3 de maio de 1906. Este hospital atendeu as necessidades de guarnição até 1938. Com as missões atribuídas à 3º RM e a importância da área do Rio Grande do Sul, os altos escalões foram sensibilizados para construção de um novo Hospital para a sede da 3º RM.
  ***
HGPA
***
Em 11 de junho de 1938, foi lançada a pedra fundamental da construção do novo Hospital Militar Divisionário (HMD) que se encontra o segundo patamar da passagem central existente no atual Hospital, com a seguinte inscrição: “H.M.D. de Porto Alegre – 11.6.1938”. No dia 2 de julho de 1945, pela manhã, foi inaugurado o novo prédio do Hospital Militar com brilhante cerimônia que contou a presença do Exmo Sr Presidente da República Dr Getúlio Dornelles Vargas, Exmo Cmt da 3º RM General Cesar Obino, Diretor do Serviço de Saúde do Exército Gen Bda Med Dr Afonso Souza Ferreira, Diretor do Hospital Ten Cel Med Dr Ismar Tavares Muttel e outras autoridades civis e militares. O Hospital Geral de Porto Alegre é de médio porte, contando atualmente com 128 leitos, tendo como principal objetivo propiciar aos usuários do sistema SAMED/FUSEX, Assistência Médica Hospitalar com presteza e eficiência, numa relação harmoniosa entre recursos humanos, tecnológicos e científicos. 
***
Hospital Lar Wiesbauer Ltda
Rua Ribeiro Cancela, 85 loja 7
Menino Deus - Porto Alegre - RS - CEP: 90110-320
Telefone: +55 (51) 3235-1925
***
Hospital Lazzaroto
Hospital de Clínicas Dr. Lazzaroto
Avenida Assis Brasil, 1638
Passo d'Areia - Porto Alegre - RS
***
Ruínas do hospital, década de 2000
***
Referência em Cardiologia, fechado desde 1995, o hospital - localizado na Avenida Assis Brasil, 1.638 - foi arruinado por dívidas e denúncias de fraude. O Hospital Lazzarotto, que chegou a ter 240 leitos e mais de 500 funcionários, tornou-se um edifício fantasma, encravado na Volta do Guerino, constrangendo a vizinhança.
***
Hospital Luterano da Ulbra
Rua Prof. Álvaro Alvim, 400
Rio Branco - Porto Alegre - RS - CEP: 90420-020
Telefone: +55 (51) 3378-2800
***
***
O Hospital Luterano, em funcionamento desde 1993, possui área construída de 7.300 metros quadrados. Hospital geral com 130 leitos atende, atualmente, 90 convênios nas diversas especialidades clínicas e cirúrgicas. 
***
Hospital Mãe de Deus
Rua José Alencar, 286
Menino Deus - Porto Alegre - RS - CEP: 90880-480
Telefone: +55 (51) 3233-2047 3320 6000
www.maededeus.com.br
***
Nasceu do desafio feito em 1963 pelo Padre Luiz Gonzaga Jaeger, SJ, à Irmã Maria Jacomina Veronese, então Secretária Provincial, no sentido de construir em Porto Alegre um novo hospital. Funcionou, inicialmente, como ambulatório, com a ajuda de quatro médicosvoluntários e uma Irmã enfermeira.
Em 1º de junho de 1979 o hospital foi inaugurado, sendo iniciados os serviços de internação com 40 leitos. Hoje, o Mãe de Deus está entre as instituições de saúde que mais crescem na qualidade e quantidade de serviços e produtos assistenciais disponibilizados à comunidade.
  • 400 leitos
  • 1712 funcionários
  • 50 mil m² de área construída
- A criação do Hospital Mãe de Deus se deu graças ao incansável trabalho do Psiquiatra Alemão Rainer Hermann, brasileiro naturalizado que hoje atua em Santa Rosa/RS.
***
Fachada
***
Hospital Maia Filho Ltda
Rua Almirante Barroso, 750
Floresta - Porto Alegre - RS - CEP: 90220-020
Telefone: +55 (51) 3222-2779
***
Fachada
***
Hospital Materno Infantil Presidente Vargas
HMIPV (SMS / PMPA)
Avenida Independência, 661
Independência – Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3289 3000
www.portoalegre.rs.gov.br/
***
Fachada
***
Hospital Moinhos de Vento
Rua Ramiro Barcelos, nº 910
Moinhos de Vento - Porto Alegre - RS - CEP: 90211-212
Telefone: (51) 3314 3434
www.moinhos.net
***
Hospital Alemão no Morro da Floresta
***
Foi fundado por imigrantes alemães luteranos com o objetivo de oferecer atendimento "médico e hospitalar de excelência".
Em 02 de outubro de 1927, uma associação formada por pessoas da comunidade inaugurou o "Hospital Alemão".
Em 1942, período do Estado Novo e da Segunda Guerra Mundial, a mantenedora optou por alterar o nome da instituição para Hospital Moinhos de Vento, mesma denominação do bairro em que estava localizado. Para atender à crescente procura de toda a comunidade gaúcha, o Hospital Moinhos de Vento passou por ampliações, modernizou-se e desenvolveu programas de treinamento e qualificação para seus colaboradores. Os avanços tecnológicos e a prática de técnicas médicas inovadoras elevaram a instituição à condição de centro de excelência.
Em 1979, o Centro Clínico Ramiro foi inaugurado, consolidando a atuação no segmento hospitalar. 
Na década de 1990, o hospital adotou modelos de gestão com base nos conceitos da qualidade total, obtendo por mais de uma vez o reconhecimento do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP).
Em 2004, a inauguração do Centro Clínico Tiradentes e do edifício-garagem (com 685 vagas) possibilitou mais conforto aos clientes, associando o que há de melhor em tecnologia com a reconhecida qualidade médico-assistencial, certificada internacionalmente pela Joint Commission International. O novo prédio oferece à comunidade as modernas instalações dos centros de oncologia e cardiologia, que contam com o suporte de pesados investimentos em capacitação profissional, realizada nos melhores centros de referência do mundo, e com equipamentos de última geração.
***
Fachada
***
  • 86 000 m² de área construída
  • 33 125,63 m² área de terreno
  • 17 484,20 m² área ocupada do terreno
  • 3 188,00 m² de área verde nativa
  • 1 737 colaboradores próprios
  • 43 horas de treinamento por funcionário/ano
  • 3 717 médicos credenciados
  • 260 leitos para internações clínicas, cirúrgicas, obstétricas e pediátricas
  • 57 leitos em Unidades de Tratamento Intensivo
  • 12 salas no Centro Cirúrgico
  • 4 salas no Centro Obstétrico
  • 28 leitos no Centro de Recuperação Cirúrgica
  • 6 leitos no Centro de Recuperação Obstétrica
***
Instituto de Educação e Pesquisa do Hospital Moinhos de Vento (IEP)
Rua Tiradentes, 333
Moinhos de Vento - Porto Alegre - RS - CEP: 90035-001
Telefone: (51) 3314 3690 // 3314 3691
www.moinhos.net
***
Centro Clinico da Ramiro Barcelos
Inaugurado em 1978
***
Vista do Complexo HMV
***
-----------------------------------------------------
Grupo Hospital Conceição - GHC
-----------------------------------------------------
Hospital Nossa Senhora da Conceição
Avenida Francisco Trein, 596
Cristo Redentor - Porto Alegre - RS - CEP: 91350-200
Telefone: +55 (51) 3362-2162 - 3357-2407
www2.ghc.com.br/GepNet/
***
Década de 1960
***
Leitos:801 (internação, auxiliares)
Consultórios:79
Área (m²):43.030
Funcionários:HNSC+SSC = 4.631
***

Fachada
***
Entrada
***
Hospital da Criança Conceição
***
Hospital Cristo Redentor
Rua Domingos Rubbo, 20
Cristo Redentor - Porto Alegre - RS - CEP: 91040-000
Telefone: +55 (51) 3361-3366
(51) 3357-4100 / 0800-6421300
Horário de funcionamento: 24h.
E-mail: hcrdir@ghc.com.br
www.ghc.com.br
***
***
Inauguração nova emergência HCR -13.11.2009
***
Hospital Fêmina
Rua Mostardeiro, 17
Moinhos de Vento - Porto Alegre - RS - CEP: 90430-001
Telefone: (51) 3314 5200
www.ghc.com.br
***
Especializado ao atendimento de mulheres, com emergência ginecológicaobstétrica e oncológica, atende gestantes desde o pré-natal até o pós-parto.
***
***
Gerência de Ensino e Pesquisa – GEP (Hospital de Conceição)
Av. Francisco Trein, 596 – Cristo Redentor - Porto Alegre (RS)
91350-200
Telefone: (51) 3357-2407
www2.ghc.com.br/GepNet/
------------------------------------------------------
Hospital Parque Belém
Avenida Professor Oscar Pereira, 8300
Belém Velho – Porto Alegre - RS - CEP: 91712-320
Telefone: (51) 3318-4555
***
Fachada
***
Hospital Penitenciário-Susepe
Av Bento Gonçalves, 2850
Porto Alegre - RS - CEP: 90650-003
Telefone: +55 (51) 3336-5343
***
Hospital Petrópolis
Rua Coronel Lucas de Oliveira, 2040
Petrópolis – Porto Alegre - RS - CEP: 90460-000
Telefone: (51) 3331-6700
***
Hospital Porto Alegre
Rua Antônio Francisco Rocha, S/n
Azenha - Porto Alegre - RS - CEP: 90050-010
Telefone: +55 (51) 3221-6372

***
Localizado no bairro Azenha, em Porto Alegre. Foi inaugurado em 29 de novembro de 1978, e pertence à AFM: Associação dos Funcionários Municipais de Porto Alegre (fundada em 23 de fevereiro de 1923, com sede no centro da cidade).
***
Hospital de Pronto Socorro - HPS
Largo Teodoro Herzl, Av Osvaldo Aranha, S/n
Bom Fim - Porto Alegre - RS - CEP: 90035-192
Telefone: +55 (51) 3289-7999
www.portoalegre.rs.gov.br/
***
Foi inaugurado em 19 de abril de1944.
Funciona 24 horas por dia, atendendo as urgências e emergências em 17 especialidades, em especial as vítimas de trauma.[1] É administrado pela Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).
O HPS realiza mais de 900 atendimentos diários em diversas especialidades ambulatoriais e nas especialidades médicas e odontológicas necessárias ao atendimento integral de pacientes vítimas de politraumatismos e lesões agudas. A maior parte de seus atendimentos referem-se a urgências clínicas. Uma de suas características marcantes é que 30% dos seus leitos são de UTI, quando a média dos hospitais em geral, públicos ou particulares, não ultrapassa 5%, o que mostra ser este um hospital voltado e equipado para pacientes críticos.
***
Década de 1960
***
Atualmente integra a rede de serviços do Sistema Único de Saúde e conta com 1.472 servidores, cuja responsabilidade se estende a 139 leitos, sendo 38 de UTI, com 360 mil atendimentos por ano, em 22 diferentes especialidades médicas, incluindo-se nessas, desde 1995, o SAMU.
***
Década de 1990
***
Projeto do Acesso
***
Hospital Psiquiátrico São Pedro
Avenida Bento Gonçalves, 2460
Bairro Partenon – Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3339-2111
***
Século XIX
***
Hospital Psiquiátrico São Pedro foi o primeiro hospital psiquiátrico de Porto Alegre. A construção foi iniciada em 1879, tendo a primeira parte finalizada em 1884, e o último pavilhão foi inaugurado apenas em 1903. A inauguração ocorreu em 29 de junho de 1884, Dia de São Pedro, padroeiro do Rio Grande do Sul.
***
Corpo Médico, década de 1940
***
Foi considerado um grande avanço para a época, visto que na época pessoas com problemas psíquicos eram encarceradas em presídios. Chegou a ter cinco mil internos, mas está em estado de abandono e vem sendo desativado por motivo da atual preferência por estabelecimentos menores para este fim.
***
Irmãs francesas da Ordem de São José de Chambéry
***
Recebeu visitas ilustres, como a da Princesa Isabel em 1885
Em julho de 2007, cogitou-se utilizar os antigos casarões do hospital para abrigar um centro tecnológico. Representantes da empresa Dell Computers chegaram a visitar o local. A proposta não foi levada adiante pelo governo do Estado pela repercussão negativa da iniciativa. Entidades ligadas à área da saúde defendem que a área seja mantida como polo de saúde mental.
***
Assinatura da Princesa Isabel no Livro de Ouro na visita - 1885
***
Em 29 de junho de 2009, no aniversário de 125 anos do hospital, a governadora Yeda Crusius recriou uma força-tarefa para analisar formas de recuperar o prédio histórico de 12 mil metros quadrados. Em 2007, a estimativa era de que seriam necessários R$ 30 milhões para a reforma.
Fica em frente ao Morro da Maria Degolada.
***
***
Hospital de Reumatologia S/A
Avenida Cel. Lucas Oliveira, 2040
Auxiliadora - Porto Alegre - RS - CEP: 90440-010
Telefone: +55 (51) 3331-8988
***
Hospital Sanatório Partenon
Avenida Bento Gonçalves, 3222
Partenon – Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3336-5200
www.santacasa.org.br
***
Hospital São Lucas da PUCRS
Av. Ipiranga, 6690
Jardim Botânico - Porto Alegre - RS - CEP: 90610-000
Telefone: (51) 3320 3000
www.hospitalsaolucas.pucrs.br/
***
Fachada
***
Vista do Complexo
***
------------------------------------------------------
Complexo Santa Casa

***
Complexo Hospitalar Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre é um conjunto de hospitais de várias especialidades localizado no centro de Porto Alegre. São os hospitais de ensino da UFCSPA.
------------------------------------------------------
Santa Casa de Misericórdia
Rua Professor Annes Dias, 295
Centro – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3214 8361
www.santacasa.org.br
***
Neste prédio em destaque no Morro Santana, começou a Casa de Caridade
***
Entrada da Roleta dos Excluídos, século XIX
***
Chegando à província o Irmão Joaquim Francisco do Livramento, dado à caridade e já tendo fundado antes a Santa Casa de Misericórdia do Desterro, na Ilha de Santa Catarina, associou-se aos dois últimos benfeitores a fim de criar-se em Porto Alegre instituição semelhante. Como tais Casas de Misericórdia necessitavam de autorização Real para funcionarem, em 3 de abril de 1802 o Senado da Câmara elaborou uma petição ao Príncipe Regente Dom João para que se desse permissão para tal. Um Real Aviso de 14 de maio do mesmo ano foi então expedido pelo Governador da Capitania, Paulo José da Silva Gama, autorizando o início da empreitada, e dando poderes à Câmara Municipal para que elegesse a primeira Mesa Administrativa do Hospital de Caridade de Porto Alegre, a qual foi eleita em 19 de outubro de1803, escolhendo como Tesoureiro o Capitão José Francisco da Silva Casado, como Escrivão Joaquim Francisco Álvares, e como Procurador Luís Antônio da Silva. No seguinte dia 23 foi eleito como primeiro Provedor o próprio governador Paulo da Gama.
Em fins de 1803 começou a construção da sede, sob direção do Brigadeiro Francisco João Rocio até 1806, ano de sua morte. Os Provedores seguintes, o Marquês de Alegrete e o Conde da Figueira, planejaram alterar a designação do hospital para que atendesse aos doentes militares, o que gerou conflitos internos que prejudicaram a arrecadação de esmolas. Mas em 29 de maio de 1822 o Príncipe Dom Pedro confirmou àIrmandade da Santa Casa as prerrogativas comuns às outras Misericórdias, e assumiu a Provedoria odesembargador Luís Correia Teixeira de Bragança, que participando antes da Junta da Fazenda já defendera os interesses legítimos da Santa Casa contra os desmandos dos Provedores anteriores. Conseguiu concluir as primeiras enfermarias, a cozinha e a capela, e passou a administração ao Visconde de São Leopoldo, que encontrou a instituição em condições de entrar em funcionamento.
Os primeiros doentes foram admitidos em 1 de janeiro de 1826, e em 1837 a Santa Casa passou a cuidar dos infantes expostos, passando a receber subvenção governamental e a posse de todos os terrenos devolutos e aforados da cidade, com as respectivas rendas. Pela Provedoria da Santa Casa passaram diversas figuras ilustres, como o então Barão de Caxias, o Marechal Luís Manuel de Lima e Silva, o Barão de Guaíba, o Barão de Gravatay e o Dr. Ramiro Barcellos.
***
Década de 1900
***
O Hospital São Francisco, para não-indigentes, foi erguido na administração do Dr. Aurélio de Lima Py, entre 1926 e 1930. A MaternidadeMário Totta foi criada em 1940, e mais tarde outras instituições floresceram do tronco principal da Santa Casa, como o Hospital da Criança Santo Antônio, o Hospital do Câncer e todos os que hoje perfazem o grande complexo hospitalar da Santa Casa de Misericórida de Porto Alegre.

***
Década de 1910
***
Equipe década de 1930
***
Complexo, década de 1960
***
Hospital Dom Vicente Scherer
Av. Independência, nº 155
Independência – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3214 8080
www.santacasa.org.br
***
Além de um Centro Clínico, possui o primeiro Centro de Transplantes de todos os tipos de órgãos e tecidos da América Latina.
***
***
Hospital da Criança Santo Antonio
Av. Independência, nº 155
Independência – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3214 8080
www.santacasa.org.br
***
Especializado em Pediatria, com tratamento de alta qualidade. Seus espaços são todos adaptados aos pacientes infantis.
***
***
Hospital São José
Rua Professor Annes Dias, 295
Centro – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3214 8200
www.santacasa.org.br
***
Hospital São José, um centro de referência em Neurocirurgia há 50 anos, contando também com os serviços de Neurofisiologia Clínica e Neurorradiologia. Sua equipe intensivista é uma das mais qualificadas do Brasil.
***
Entrada 
***
Hospital São Francisco
***
Um centro de referência no sul do Brasil na área da cardiologia intervencionista e cirurgia de coronária, também na área pediátrica.
***
Entrada
***
Hospital Santa Clara
Rua Annes Dias, 135
Centro – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3224-7733
www.santacasa.org.br
***
O maior hospital do complexo, atua em clínica médica, cirúrgica e na área materno-infantil, e abrange 36 especialidades, destacando-se a assistência clínica e cirúrgica em cardiologiacirurgia geral e cardiovascular de alta complexidade. Uma de suas unidades mais importantes é a Maternidade Mário Totta, fundada em 16 de novembro de 1940, a mais antiga do Estado.
***
Entrada 
***
Hospital Santa Rita
Av. Independência, nº 75
Independência – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3214 8200
www.santacasa.org.br
***
Líder no meio e referência brasileira em diagnóstico e todas as formas de tratamento em Oncologia, possuindo o maior parque radioterápico do país e um Laboratório de Medicina Nuclear de última geração.
***
Entrada
***
Vista
***
Santa Casa de Misericórdia - Pavilhão Pereira Filho
Rua Professor Annes Dias, 295
Centro – Porto Alegre - RS - CEP: 90020-090
Telefone: (51) 3214 8361
www.santacasa.org.br
***
Especializado em Pneumologia clínica, cirurgia torácica eradiologia do tórax, sendo uma referência latino-americana no diagnóstico e tratamento pneumológico e pioneiro na América Latina em transplante pulmonar. Tem ainda expressiva produção científica e no ensino de graduação e pós-graduação.
***
***
Pavilhão Cristo Redentor

***
***
***
Centro Cultural Santa Casa
***
Atualmente parte dos prédios históricos da Santa Casa, no lado da avenida Independência, estão sendo adaptados para se transformarem num grande centro cultural, o Centro Histórico-Cultural Santa Casa, cuja inauguração está prevista para outubro de 2010. O centro deverá contar com uma pinacoteca de retratos de personalidades ligadas à história da instituição e figuras importantes na história do estado e do Brasil; um arquivo com cerca de 200 mil documentos históricos, como livros de óbitos, registros dos infantes expostos, prontuários médicos e testamentos; uma fototeca com cerca de 12 mil imagens; um museucom uma variedade de objetos médicos e farmacêuticos que ilustram a evolução das artes médicas no estado; uma biblioteca aberta à consulta do público, com obras científicas, didáticas e de literatura em geral, e o Arquivo Histórico de Medicina, com documentos datando desde 1843. Escavações arqueológicas realizadas sob os alicerces dos edifícios durante o processo de seu restauro e adaptação têm revelado uma grande quantidade de objetos que serão incorporados ao futuro museu, como louças, ferramental variado e frascos de medicamentos.
***
Futuro Centro de Exposição
***
------------------------------------------------------
Hospital Santa Marta
Rua Capitão Montanha, 27
Centro - Porto Alegre – RS
***
Entrada
***
Hospital Vila Nova
Rua Catarino Andreatta, 155
Vila Nova - Porto Alegre – RS – CEP: 91750-040
Telefone: (51) 3246 5022

***
Ulbra Saúde
Rua Voluntários da Pátria,
Centro - Porto Alegre - RS
***
Prédio da antiga Lojas Mesbla - 2009
***
---------------------------------------------------------------

Outros Orgãos
---------------------------------------------------------------
Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul – CIT / RS
Rua Domingos Crescêncio, 132 - 8º andar
Porto Alegre -RS - CEP: 90650-090
Telefone: (51) 2139 9200
www.cit.rs.gov.br/

Centro de Informações sobre Medicamentos – CIM
(Hospital de Clinicas de Porto Alegre)
Rua Ramiro Barcelos, 2350 / 9º andar
Santana - Porto Alegre – RS – CEP: 90035-930
Telefone: (51) 2101 8290
www.hcpa.ufrgs.br

Centro de Informações sobre Medicamentos (SIM/RS)                                 
Faculdade de Farmácia (UFRGS)
Av. Ipiranga, 2752 - 2º Andar
Santana - Porto Alegre – RS – CEP: 90610-000
Telefone: (51) 3308 5281
www.ufrgs.br/farmacia/servicos/cimrs.html

Centro de Referência Imunobiológicos Especiais (Crie)
Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas (HMIPV) (SMS / PMPA)
Avenida Independência, 661
Independência – Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3289 3000
www.portoalegre.rs.gov.br/

Centro de Saúde Modelo (SMS / PMPA)
Rua Jerônimo de Ornelas, nº
Santana – Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3217 4705 / 3223 1668
www.portoalegre.rs.gov.br/

Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde (FEPPS)
Av. Ipiranga, 5400
Jardim Botânico -  Porto Alegre – RS – CEP: 0610-000
Telefone: (51) 3288.4000
www.fepps.rs.gov.br

Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul - HEMORGS
Av. Bento Gonçalves, 3722
Partenon - Porto Alegre – RS – CEP: 90650-001
Telefone: (51) 3336.6755
www.hemocentro.rs.gov.br/

Instituto de Pesquisas Biomédicas (PUCRS)
Av. Ipiranga, 6681
Partenon – Porto Alegre – RS – CEP: 90619-900
Telefone: 3320  www.pucrs.br/ipb/

Laboratório Central da Prefeitura de Porto Alegre (SMS / PMPA)
(Localizado no Centro de Saúde da Vila dos Comerciários)
Rua Manoel Lobato, 151 - 2º andar
Santa Tereza – Porto Alegre - RS
Telefone: (51)
www.portoalegre.rs.gov.br/

Secretaria Municipal da Saúde (SMS)
Rua João Pessoa, nº 325
Cidade Baixa – Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3289 2899
www.portoalegre.rs.gov.br

Coordenação Geral de Vigilância Sanitária (CGVS)
Av. Padre Cacique, nº 372 / 6º andar
Menino Deus - Porto Alegre - RS
Telefone: (51) 3289 2406
www.portoalegre.rs.gov.br


Fonte:
Sergio da Costa Franco e Ivo Stigger, Santa casa 200 Anos Caridade e Ciência (Crônica Histórica da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre), Ed. da ISCMPA, 2003.
História Ilustrada de Porto Alegre, 1997, CEEE

3 comentários:

  1. Meu marido e eu estamos maravilhados pelo blog instrutivo relativo a hospitais de Porto Alegre.
    Obrigada pelos conhecimentos que nos estão sendo transmitidos sobre estes "empreendedores" que tantas vidas salvaram ( e continuam salvando com mais tecnologia.)

    Helma C. Ferreira

    ResponderExcluir
  2. Os hospitais e a cardiologia em porto alegre sempre se caracterizaram por trazer a melhor tecnologia do país, e se sabe que salvaram muitas vidas.

    ResponderExcluir
  3. Parabens fantastico blog adorei

    ResponderExcluir